Loading...

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

quando encostar o tempo, aquele que quase sempre acaba
queria ao menos perceber.
acho isso tão possível, quanto conhecer o mundo inteiro
numa viagem sem destino
essa intensidade não cabe muitas vezes nas explicações que
eu procuro,
nem tão pouco essa urgência faz algum sentido pra mim,
só mesmo quando me deparo com a morte.
então vejo mesmo
que to de bobeira, me preocupando com a rapidez do tempo.
de vez em quando
tomo um choque e como uma explicação razoável acho que mereço,
acho mesmo que merecemos.

Um comentário: