Loading...

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

se são outros caminhos, eu já não sei,
sinto que as coisas mudam
silenciosamente,
do meu quarto, apenas observo o mundo,
quando participo dele, visto minhas máscaras,
meu sobretudo, que esconde meu escudo,
minhas armas eu uso em defesa e ataque,
quando volto tomo meu banho,
me reconheço, terna, feliz e sóbria.
brinco com meu cachorro,
meus filhos e me acho normal,
e a vida vai se acostumando